Pronto

A tranquilidade do Senhor amados irmãos. A partir de os primórdios compreendeu-se que mesmo Deus Santo, que levou os autores do Novo Testamento a colocar por escrito a mensagem da salvação ( Dei Verbum , 7, 18), traz igualmente à Igreja uma assistência continua para a tradução de seus escritos inspirados (cf Irineu, Adv.

Toda exegese dos textos é chamada a ser completada por uma « exegese », no sentido recente do termo. Esses 7 passos vão te auxiliar a obter seu objetivo de ler e escutar melhor a bíblia, agora basta colocar em prática não deixe para amanhã que pode fazer atualmente.

Iniciamos a ter a sensação de que escutar a bíblia e ter um conhecimento mais profundo da palavra de Deus não é para nós, que isso é apenas para pessoas especiais, como resultado nos afastamos de Deus, ficamos fracos e quase destruídos espiritualmente e isso deve se tornar um ciclo maligno em nossas vidas.

A lascar da própria situação, os leitores são chamados a realçar significados novos, na traço do sentido fundamental indicado pelo escrito. Nos Padres da Igreja, a análise da Escritura e sua interpretação ocupam um lugar considerável. contexto duma palavra ou reza é temporada ou parágrafo em que estiverem incluídos, desta forma, que antecede e que segue a palavra ou oraçãoem estudo.

É minha crença crescente que, se os cristãos não tentassem ler tantos capítulos da Bíblia diariamente, mas estudassem cuidadosamente que eles realmente lessem, observando as referências às margens, lendo contexto, comparando a Escritura com a Escritura, esforçando-se para captar um ou mais pensamentos completos da mente de Deus, haveria maior riqueza na experiência deles; maiores novidades em seu interesse pelas Escrituras; mas independência dos homens e dos patrimônio; e um aproveitamento maior da Vocábulo do Deus vivo.

Enorme maior parte das pessoas que quer ler e escutar a Bíblia, porém não faz. 4. Memorizar as escrituras torna a vocábulo de Deus mas método como ler a bíblia e entendê-la mais facilmente alcançável para vencer as tentações do vício, porque admoestações e as promessas de Deus são caminho pelo qual vencemos as mentiras enganadoras do diabo.

Em contraste com método crítico-histórico e suas pressuposições, cremos simbolizar valiosa ajuda declarar os princípios de estudo da Bíblia consistentes com os ensinos das próprias Escrituras, que preservem sua unidade e se fundamentem na premissa de que ela é a Palavra de Deus.

A igreja é um grupo de pessoas que ja reconheceu sua urgência de se reunir para ler, estudar e distinguir a Bíblia. Espero que este escrito tenha lhe auxiliado, se você achava que não borras e chegou até aqui, parabéns, você já começou sua vida de leitor. 1. Memorizar as escrituras torna a reflexão provável: Precisamos guardar a Palavra em nossas mentes com finalidade de em ocasiões onde não temos como ler a bíblia, por ex, meditar na vocábulo com que já temos guardado.

A comunidade dos fiéis é efetivamente contexto adequado para a tradução dos textos canônicos. Convém, logo, colocar em evidência as contribuições primordiais desses textos, aqueles que são os mais esclarecedores para a fé e os mas estimulantes para progresso da vida cristã, comunitária ou pessoal.

A objeto de ler qualquer coisa é apreender que se lê. Como disse de antemão, a análise é a primeira coisa a se fazer com um livro, mas nunca a superior, este tem mas sentido do que muitos imaginam. alcance cristológico dos textos bíblicos não é sempre evidente; deve ser disposto em suspeita cada vez que seja possível.

mero passar os olhos pela risco não é obra, porque a leitura implica uma atividade de procura por uma parte do ledor, no seu pretérito de lembranças e conhecimento, daqueles que são relevantes para a compreensão de um texto que fornece pistas e sugere caminhos, porém que certamente não explica tudo que seria possível explicar.

Particularmente certos textos que nas antigas circunstancias deveriam ser considerados como hipérboles (por exemplo, prognóstico onde Deus, falando de um fruto de Davi, prometia afirmar « sempre » seu domínio: 2 Sam 7,12-13; 1 Cron 17,11-14), doravante esses textos devem ser tomados ao pé da letra, porque « Cristo, tendo ressuscitado no meio de os mortos, já não morre » (Rom 6,9).

Porém uma carência neste quesito expõe a Igreja a graves inconvenientes, porque pastores e fiéis arriscam de estarem à mercê de uma ciência exegética estranha à Igreja e privada de relações com a vida da fé. Declarando que « estudo da Santa Escritura » deve ser « como a alma da teologia » ( Dei Verbum , 24), II Concílio do Vaticano mostrou toda a relevância da busca exegética.